Como planejar um destination wedding em 7 passos

Muitas pessoas amam a ideia de fazer um destination wedding, mas acabam desistindo por acharem que é muito complicado pra organizar. Planejar um casamento em uma cidade ou até em um país diferente pode parecer desesperador à primeira vista, mas é muito mais fácil do que você imagina. Para te ajudar a sentir-se mais confortável com a ideia, aqui está um guia básico sobre como planejar um destination wedding em 7 passos.

Como planejar um destination wedding em 7 passos

Você pode sonhar com um casamento na praia, um elopement nas montanhas ou até em se casar em um castelo. As opções infinitas de locais para casamento é apenas uma das várias razões para ter um destination wedding. Então não é surpresa que muitas pessoas decidem por fazer um. Ainda assim, pode ser que vocês fiquem perdidos e sem saber por onde começar. Mas depois de ler essas dicas sobre como planejar um destination wedding, tenho certeza que vocês vão se sentir quase prontos pra fazer as malas e viajar 🙂

como planejar um destination wedding

 

1. Pense no número de convidados

Uma coisa sobre destination weddings é que o número de convidados será provavelmente menor do que o de um casamento tradicional na sua cidade. Ele pode para duas pessoas (se vocês estiverem planejando um elopement) ou para apenas família e amigos mais próximos. Vocês são completamente livres pra escolher o que fará vocês mais feliz!

Não importa quantas pessoas você decidir convidar para o seu grande dia, é sempre uma boa ideia fazer essa lista antes de planejar o restante. Primeiro, porque o número de convidados vai afetar o possível local do casamento. Segundo, porque você pode avisar as outras pessoas o que vocês estão planejando, para que elas possam se planejar também. É bom pra vocês já que os convidados tem uma chance maior de conseguir ir ao casamento, e é bom pra eles que podem guardar dinheiro ou pedir férias no trabalho, por exemplo.

 

2. Defina um orçamento

Com um bom planejamento, um destination wedding pode custar menos do que ter a mesma festa na sua cidade natal. Mas esse é o ponto chave: planejar é essencial se você quer garantir que o valor gasto está dentro do planejado. Então, antes de começar, converse com seu par sobre as expectativas e quanto vocês querem gastar. Mas seja realista: um destination wedding terá custos extras que devem ser considerados como transporte, hotel ou trazer algum fornecedor. É importante ser cuidadoso nesse aspecto, já que destination wedding (assim como qualquer casamento) pode ficar caro muito rapidamente. Mas se você definir um orçamento desde o início, é bem possível que você conseguirá seguí-lo. Ou pelo menos não ficar muito longe.

Se vocês estão completamente perdidos, e não tem ideia sobre quanto custa fazer um destination wedding, é uma boa ideia pesquisar os fornecedores principais do local que você quer se casar. Uma wedding planner (ou cerimonialista) é uma boa ideia pra ajudar nessa etapa. Até porque, cada cidade ou país tem suas especificidades, e os preços vão variar de acordo com o estilo, número de convidados, e assim em diante. Tendo em mente quanto vocês querem investir vai ajudar a definir o tipo de casamento que vocês terão e quais são suas prioridades. É possível que vocês não terão dinheiro pra contratar o melhor do melhor de tudo, então defina quais coisas são mais importantes pra vocês para que vocês possam investir mais nelas, e relaxar sobre as outras. É comum que algumas coisas custem um pouco mais do que esperado, então separem um dinheirinho extra pra ajudar naquilo que vocês consideram mais importante se for necessário.

Uma boa forma de economizar é fazer uma decoração com flora e flores locais, como ramos de oliveira e folhas de uva na Toscana ou flores exóticas nos trópicos. Às vezes, o local é tão maravilhoso que você nem precisa se preocupar com a decoração. Servir especialidades locais na recepção também pode ajudar a reduzir os custos do buffet, além de ser uma ótima ideia oferecer algo típico para os convidados. Outra maneira de economizar é ser flexível com a data e fazer algumas pesquisas, como explicarei nos tópicos adiante.

planejando um destination wedding

 

3. Escolha a locação perfeita

Esse é um ponto difícil. Com tantas possibilidades de locais maravilhosas, vocês podem ficar malucos. Mas se vocês estão planejando um destination wedding, é bem provável que vocês já tenham alguns lugares em mente. Apenas lembre-se de que o local do seu casamento determinará não somente o seu estilo (boêmio, praiano, sofisticado, tradicional …), como também o tempo e o orçamento para tornar tudo real.

Se você ainda não tem idéia sobre onde se casar, pense na ideia de que o local do seu casamento deve dizer algo sobre vocês. Se vocês são grandes fãs de sol e temperaturas quentes, não faz sentido ter um casamento de inverno nos Alpes austríacos, certo? Mesmo que as fotos pareçam incríveis! Então considerem reunir seus amigos perto da costa, em um lugar como Mallorca ou Santorini. Se o pedido aconteceu em uma viagem de férias à Paris, por que não fazer um casamento íntimo na “cidade das luzes”? Talvez vocês sejam apaixonados por vinho e experiências gastronômicas. Então a Toscana seria uma ótima opção para seu destination wedding. Se você sonha em amarrar o nó em um castelo, a Alemanha tem castelos incríveis para se casar.

Uma coisa importante, e que você não pode esquecer, é que o local escolhido deve oferecer hotéis para diferentes orçamentos (tornando seus convidados confortáveis ​​em escolher o que é melhor para eles) e de fácil acesso. Se os seus convidados e vocês tem que pegar 2 aviões, 1 trem, 1 barco e depois dirigir com o carro por 5 horas para chegar ao local do casamento, provavelmente não é a melhor opção.

Por último, mas não menos importante, faça uma visita ao local. Eu sei que pode ser difícil gastar algum dinheiro extra com isso, mas se você puder pagar, eu prometo que valerá cada centavo! Você ficará muito mais confortável com sua decisão por um local depois de ver tudo com seus próprios olhos. Além disso, você pode fazer uma pesquisa prévia, marcar conversas preliminares com os fornecedores por e-mail ou telefone e, em depois, encontrá-los pessoalmente, facilitando a tomada de uma decisão rápida.

 

4. Não subestime o poder de uma data

Vocês sonham em se casar em uma data ou mês específico? Antes de tomar a decisão definitiva, há alguns pontos que são importantes de checar. Primeiro, dê uma olhada no calendário local. Você não gostaria de se casar na mesma época de um festival ou de um feriado específico que torna a cidade cheia de turistas e os vôos e hotéis super caros. Por outro lado, dependendo da localização, alguns dos restaurantes e locais interessantes podem ficar fechados durante o período de baixa estação.

Segundo, dê uma olhada no clima anual. Algumas áreas costeiras e ilhas têm taxas mais baixas no final do verão e outono, porque é época de furacões. Procure saber quando é a estação chuvosa. Normalmente, o ter o melhor clima em alguns destinos populares significa também ser temporada turística: mais multidões e menos hotéis disponíveis. Se este for o caso e vocês não não quiserem pensar em outra data, certifiquem-se de reservar tudo o mais rapidamente possível, e avisar aos seus convidados para que eles possam fazer o mesmo.

Por último, é importante decidir quanto tempo vocês querem ficar no seu destino. Alguns destination weddings duram o final de semana, enquanto outros duram a semana inteira ou mais. Escolha uma data que permita que vocês cheguem alguns dias antes para terminar os preparativos finais e fiquem alguns dias depois, para que vocês possam descansar antes de ir para sua lua de mel. Afinal, destination weddings são fantásticos, mas também podem ser muito cansativos.

fotógrafo de destination wedding na Europa

 

5. Aprenda a confiar em seus fornecedores

Vocês podem ser os doidos do controle. Ou não. Mas se vocês está planejando um destination wedding, terão que aprender a confiar em seus fornecedores. E sabe o que vai te ajudar com isso? Ter uma boa equipe de wedding planners (cerimonialistas). Pode ser um fardo absurdo pesquisar fornecedores, lidar com a logística e com os detalhes de última hora que aparecerão (eles sempre aparecem). Se você tem um wedding planner, em vez de gastar horas tentando descobrir quais locais são a melhor opção, encontrar os fornecedores que melhor se encaixam em seu orçamento e tentar superar a linguagem ou tomar decisões que parecem impossíveis por estar a quilômetros de distância, haverá alguém do seu lado para ajudá-los a planejar um destination wedding. Alguém que conhece os pequenos segredos locais, que você não consegue encontrar no google, e que irá levá-lo às melhores opções.

De forma geral, tenho que dizer que ter um wedding planner é sua melhor aposta. Pode ser alguém do local do casamento ou mesmo da sua cidade natal. Apenas certifique-se de que eles têm experiência em planejar casamentos no destino escolhido e conte em cobrir seus custos de transporte e acomodação. Outra boa dica para contratar um wedding planner (ou qualquer outro fornecedor) é ler comentários online ou até contatar clientes passados para perguntar sobre a experiência que tiveram antes de tomar sua decisão.

Não importa a ajuda que você escolher, não se esqueça que conhecer bem seus fornecedores é importante. Especialmente aqueles com quem você passará a maior parte do tempo. Por mais que portfólios online sejam uma grande ajuda, eles não são tudo. Cada uma dessas pessoas será responsável por realizar seus sonhos. Portanto, é uma boa ideia encontrá-los em um bate-papo por vídeo ou, se possível, pessoalmente durante a sua viagem de planejamento.

Por fim, não se esqueça de perguntar sobre limitações de fornecedores no local do casamento. Às vezes eles permitem a contratação de apenas uma decoradora, um coordenador de casamento, alguns poucos buffets e assim por diante. Se vocês são exigentes e querem ser livres para escolher, é muito importante ter certeza de que isso é possível no lugar onde vocês querem se casar.

 

6. Lembre-se que fotos ficam para sempre

Quando o grande dia finalmente chegar, o fotógrafo do seu destination wedding será responsável por registrar tudo. O resultado de dias e meses de planejamento estará bem na sua frente e, como todas as coisas boas, ele desaparecerá em um piscar de olhos. Você pode não ver os detalhes da decoração ou lembrar como o dia estava incrível. Vai ser difícil ver todas as reações de seus convidados e observar as crianças fazendo… coisas de criança. Provavelmente você nem se lembrará de todos os detalhes da expressão no rosto do seu amor quando vocês se viram pela primeira vez. As mãos apertadas, a dança sob as estrelas. A alegria de seus amigos e familiares mais próximos. E depois de todo o trabalho para planejar um destination wedding, você definitivamente quer ter tantas lembranças fantásticas quanto for possível. Não apenas para você lembrar e viver todos os sentimentos novamente, mas também para compartilhar com as pessoas que não puderam estar presentes.

Você quer fazer este dia durar para sempre? Ou você quer se arrepender de não ter investido para ter as melhores fotos que você poderia investir? Ao planejar um destination wedding, você deve fazer da fotografia uma prioridade altíssima. Eu vi pessoas se arrependerem profundamente de não fazer isso e, acredite, você não quer ser uma delas. E eu não quero que você seja também. Então me mande uma mensagem e vamos falar sobre como eu posso fazer fotos que farão seu casamento durar para sempre 🙂

dicas para fazer um destination wedding

 

7. Pesquise os aspectos legais

Tirar uma licença de casamento em um país diferente pode ser complicado, então é bem importante conferir os aspectos legais com antecedência antes de dizer “Eu aceito”. Descubra os requisitos necessários para conseguir uma licença para vocês se casarem, como passaporte, certidão de nascimento, testemunhas, etc. Alguns países tem um “requerimento de residência”, o que quer dizer que você precisa residir ou estar no país alguns dias antes da cerimônia. Na Inglaterra é preciso por exemplo, 7 dias, enquanto a França requer uma estadia de pelo menos 40 dias antes do casamento. No caso de você não querer ficar todo esse tempo (ou simplesmente não poder) você pode optar por realizar o casamento civil no seu país de origem e então ter uma cerimônia simbólica para amigos e família durante seu destination wedding.

 

8. Não se esqueça de outros detalhes importantes

A data e o clima são grandes influenciadores, como você já sabe. Um outro detalhe importante sobre eles, é que eles também afetarão o penteado e o traje. Se o seu grande dia vai acontecer em um lugar com muito vento como uma praia ou o topo de uma montanha, um penteado solto pode não ser a melhor idéia. Se a previsão é de clima quente e úmido, o tecido da sua roupa deve ser apropriado para você e para seus convidados. Tecidos suaves ​​como chiffon e rendas leves são ótimas opções para vestidos em um dia ensolarado ao ar livre, por exemplo. Se você vai trocar seus votos na areia, é delicado informar aos convidados sobre levarem calçados apropriados.

Outro detalhe que faz toda a diferença é preparar kits de boas vindas. É uma boa idéia entregá-los aos convidados em sua chegada, com elementos que podem ser úteis ou que são típicos da região: de protetor solar e repelente, a doces ou bebidas da região, seus convidados ficarão muito felizes em ver que você teve tempo para pensar neles.

Uma coisa que aprendi com a experiência é que vocês não devem ficar loucos por DIY. Embora pareça uma ótima idéia ter tantas coisas únicas que mostrem como vocês são e que são personalizadas, pode ser muito trabalhoso, especialmente ao planejar um casamento à distância. Portanto, tenha em mente que você não conseguirá fazer tudo do mundo, e se livre de sentir-se estressado ou cansado demais nos dias que antecedem o casamento.

E uma última coisa. Aceite certas verdades inalienáveis: algumas coisas serão diferentes do planejado, mesmo assim vai ser um dia incrível e o tempo nem sempre é previsível. Portanto, certifique-se de ter um plano de backup para se chover. Apenas como garantia 🙂

como planejar um destination wedding